Blog

Saúde, sexualidade e prazer feminino

Conhecer o próprio corpo é um dos fatores principais para quem quer passar a cuidar mais e melhor da saúde e, consequentemente, ter uma vida sexual mais saudável e prazerosa. E, para as mulheres, isso é diferente. O autoconhecimento tem tudo a ver com a autoconfiança e, é através dela, que atin­gimos o prazer pleno.
Muitas vezes, as dificuldades em encontrar esse prazer estão ligadas a falta de conhecimento sobre nosso próprio corpo. É preciso que homens e mulheres estejam dispostos a construir um relacionamento em que exista a preocupação com o prazer um do outro, onde o “dar e receber possam caminhar juntos e nada deve provocar vergonha ou mal-estar.

PARA ELAS!
A mulher que quer adquirir maior consciência sobre sua sexualidade e está disposta a conhecer métodos que podem auxiliar nessa trajetória do prazer merece conhecer pompoarismo, técnica milenar indiana que consiste na contração dos músculos pélvicos. Gisele Carneiro, sexycoach, coaching de relacionamento, consultora na saúde e educação sexual , trabalha há 7 anos transformando a viela e percepção ele muitas mulheres por meio de cursos de sedução e ginástica íntima. “O pompoarismo está ganhando mais espaço na vida das mulheres e também dos homens. Na prá­tica, são exercícios da musculatura pél­vica e do canal vaginal que estimulam a energia sexual das mulheres levando o casal a plenitude”, afirma a profissional.
A palavra pompoarismo remete ao comando voluntário sobre os músculos pubcocígeo e circunvaginais, lábios e vulva. Por isso é natural que a mulher pompoarista tenha uma aparência mais jovem, graças ao equilíbrio hormonal obtido pela prática dos exercícios.
O ginecologista da Clínica Gama, Dr. Romualdo Gama afirma que a atividade pode ser muito benéfica para o organismo feminino. “Esses exercícios melhoram a vida sexual, o prazer, a elasticidade da vagina, diminuem a dispareunia, ou seja dor ou desconforto ao coito, melhoram ou previnem a incontinência urinária, os prolapsos genitais totais ou parciais e, até mesmo, a função intestinal”, afirma o médico.
Gisele explica que as mulheres poderão reproduzir os exercícios e as contrações que ocorrem involuntariamente durante o orgasmo, aplicando esse conhecimento para adquirir experiências ainda mais intensas com o seu parceiro(a). “Essa é uma técnica poderosa e deve ser praticada com respeito”, explica a consultora. Que tal dar início as atividades dessa área e passar a ter uma vida sexual mais ativa e podemora?

Para praticar
No curso de pompoarismo de Gisele, os exercícios são feitos com roupa de ginástica. Com o auxílio de aparelhos de pilates como bolas e colchonetes, a atividade consiste em movimentos da região pélvica. Segundo a profissional, os exercícios podem ser praticados durante as aulas e, depois, em diversos momentos durante a rotina diária.

Benefícios

  • Aumento na libído;
  • Melhoria na lubrificação interna;
  • Redução das cólicas menstruais;
  • Redução dos sintomas da menopausa;
  • Prevenção e tratamento da incontinência urinária;
  • Melhoria e cura na condição de vaginismo;
  • Evita o atrofio dos músculos da região do assoalho pélvico;
  • Aumento o tempo e a quantidade dos orgasmos femininos;
  • Aumento e controla o orgasmo masculino;
  • Aumento da sensibilidade das paredes vaginais;
  • Fortalecimento da região do clítoris causando maior facilidade e controle do orgasmo;
  • Melhora na condição de ejaculação precoce;


Confira a matéria na Revista Atenção

Compartilhe: